Resenha: Encruzilhada - Kasie West

terça-feira, outubro 06, 2015
Duologia: Pivot Point
Nome Original: Pivot Point
Volume: 1
Editora: Seguinte
Páginas: 294
Gênero:  Young Adult Romance e Sci-Fi, Paranormal.
Lançamento: Julho de 2015
Língua: Português
Conhecer o futuro nem sempre torna a escolha mais fácil. 
A vida de Addison Coleman é um grande “e se…?”, graças à sua habilidade especial: Investigar Destinos. Addie é capaz de prever duas possibilidades de seu futuro toda vez que precisa tomar uma decisão. Quando os pais dela anunciam o divórcio, a garota deve escolher se vai morar com o pai entre os Normais ou se prefere ficar com a mãe no Complexo Paranormal. Para ter certeza do que a espera, Addie resolve Investigar. Em uma alternativa, ela conhece Trevor, um Normal sensível com quem logo sente uma conexão. Na outra, se envolve com Duke, o garoto mais popular da escola Paranormal. Mas aos poucos ela percebe que esses dois destinos aparentemente maravilhosos podem causar muitos estragos e sofrimento. Isso porque nos dois cenários o pai de Addie se torna consultor da polícia num caso de assassinato no Complexo, e a garota acaba envolvida em um jogo perigoso que ameaça tudo o que mais importa para ela. Addie encontra amor e perdas nas duas versões do futuro, mas só pode viver em uma dessas realidades.
'Encruzilhada' é o primeiro livro de uma duologia chamada 'Pivot Point' e eu diria que esse livro é na verdade uma mistura de vários gêneros. Nessa história young adult, a gente vê romance, ficção científica, paranormalidade, fantasia... Achei um livro bem legal e já tinha ouvido falar muito sobre ele e pela as excelentes críticas e recomendações em sites de resenhas, confesso que tinha certas expectativas. E, embora, ele não tenha sido algo fenomenal, ainda assim eu me senti completamente investida na história.

Esse livro explora principalmente escolhas e possibilidades. Quando você se vê frente a uma escolha e precisa decidir por qual caminho tomar. Mas e se para te ajudar a escolher você pudesse olhar o seu próprio futuro e visualizar como ele seria em ambos os casos? Bem, essa é a premissa desse livro.

Addie é uma garota de dezesseis anos que pertence a um grupo de humanos que tem alguns poderes especiais, no caso dela é a clarividência (prever o futuro). Mas existem vários outros, como por exemplo, detector de mentiras, apagador de memória, telecinése, induzidor de humor e por ai vai... Esses humanos diferenciados moram em uma cidade escondida e protegida e eles vivem em uma sociedade bem diferente daqueles que eles chamam de "Normais". E além de usarem os seus poderes, eles também tem uma tecnologia mais avançada. Eu diria que nesse sentido de poderes e isolamento, esse livro me lembrou um pouco dos X-Man, embora em 'Encruzilhada' eles sejam mantidos em segredo.

Bem, um dia os pais da Addie a informam de que eles vão se divorciar e que o pai dela está saindo do Complexo Paranormal para viver entre os "Normais". No entanto, a mãe dela irá permanecer no Complexo e eles oferecem a Addie a oportunidade de escolher com quem morar já que ela tem a habilidade de poder visualizar o próprio futuro e escolher o melhor caminho a tomar. E é exatamente isso que ela faz. Ela visualiza como seria a sua vida se ela permanecesse no Complexo com a sua mãe e a melhor amiga e também como  seria se ela largasse tudo o que ela conhece pra ir viver com o pai em uma sociedade e realidade um pouco diferente da dela.

E, ai, a partir desse momento, o livro se divide em dois pontos, ou melhor ele se divide em capítulos alternados entre as duas opções de vida que ela poderá ter. E nessa perspectiva, o leitor não tem a menor ideia de qual o caminho que ela tomou ou se ela já tomou. Dessa forma, nós meio que ficamos naquela de ficar torcendo por qual vida que ela deverá escolher.

Um dos pontos altos desse livro, é que em ambos os futuros, ela tem um interesse amoroso. Não chega a ser um triângulo, porque cada um desses rapazes está em uma vida dela diferente, logo ela apenas se relaciona com um deles. Confesso que embora eu tenha gostado dos dois romances, teve um que eu considerei infinitamente melhor. Não quero ser tendenciosa, mas achei que o Trevor (da esquerda) tem muito mais a ver com ela do que o Duke (da direita). E, claro, ela se vê muito envolvida com ambos, mas eventualmente ela acaba tendo um preferido, mas o que acontece se esse cara ideal pertencer a vida que ela menos gostaria de ter? Ah, o Trevor é da realidade em que ela mora com o pai e o Duke da realidade que ela mora com a mãe.

O livro é bem empolgante e praticamente cada capitulo termina com um suspensezinho que acaba por nos deixar curiosos pela a sequência. Consequentemente, a gente vai virando as páginas ansiosos pela a continuação e quando nos damos conta, o próximo capítulo daquela vida também te deixa curioso. Quando percebemos, o livro já acabou.

Os personagens são expressivos, principalmente a melhor amiga dela, a Laila. Ela tem uma personalidade viva, meio feroz, sem medo de enfrentar o que vem pela a frente. Achei que ela balanceia bem a Addie, que por sua vez, é um tipo de menina mais certinha, embora ela não seja chata. Só é um pouco mais "presa". Gostei da vida em que ela escolheu com o pai porque a desafiou a sair da sua zona de conforto e a se virar sozinha. 

'Encruzilhada' tem um enredo interessante, mas ele também não foge do gênero teen. Realmente, os personagens agem e se comportam com a idade que têm. Aqui não tem aquela coisa de apesar do livro ser YA, os personagens serem maduros, aliás até achei que em determinadas pontos foi um pouco demais. Quero dizer, os jovens de hoje não se comportam muito como a Kasie West os pintou mas...

Bom, o fim do livro foi bem inesperado, não imaginei que as coisas fossem se desenvolver da forma que foi. E eu gostei justamente por isso. E a boa notícia é que existe o segundo livro, 'Split Second' que contará melhor o que acontece depois do tempo de seis semanas que a Addie estabeleceu para fazer a sua investigação no futuro. Iremos ver com qual dos garotos que ela realmente vai ficar, se os caminhos vão se cruzar, a relação dela com os pais, com a melhor amiga, enfim... O livro terminou com um gancho bem legal. Estou bem curiosa. 

PS: As fotos dos personagens aqui na resenha são coisa da minha cabeça. Apenas, foi a forma que os visualizei na mente e estou dividindo com vocês.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.