Review: Fighting Destiny (Série The Fae Chronicles #1) - Amelia Hutchins

Nome Original: Fighting Destiny
Série: The Fae Chronicles #1
Editora: Auto Publicado
Páginas: 394
Lançamento: Junho de 2013
Gênero: Fantasia Urbana, Fantasia, Faes, Romance, Adulto. 
E-book Kindle: Amazon
Você alguma vez já ouviu falar das lendas Célticas dos Fae – lindos, poderosos e criaturas perigosamente mortais que amam mexer com os humanos apenas por diversão? O que começou apenas como uma simples missão deu seguimento para um dos assassinatos mais grotescos e misteriosos dos nossos tempos. Meus amigos e eu estamos determinados a descobrir quem está matando tanto os Faes quanto as bruxas. Tenho alguns problemas pelo o caminho – Eu odeio os Fae e o Príncipe dos Dark Fae está determinado para que eu trabalhe para ele. Ele é um bastardo rude, arrogante e egoísta com uma necessidade compulsiva de me possuir, dominar e controlar. Oh – e eu mencionei que ele é terrivelmente sexy, lindo e que me faz sentir coisas que eu nunca quis sentir por um Fae. Toda a vez que ele me toca ou me olha com aqueles perigosos olhos dourados ele me puxa cada vez mais para debaixo do seu feitiço, apesar do meu melhor julgamento. Meus amigos e eu não podemos confiar em ninguém, e na superfície nada é o que parece ser – nem mesmo eu.
Putz que livro massa. Fighting Destiny faz parte de uma série de fantasia urbana chamada The Fae Chronicles que terá no total 5 livros. Atualmente, a autora já lançou independentemente  3 livros
.
Li coisas maravilhosas sobre essa série, inclusive várias pessoas dizendo que essa é uma das melhores  de fantasia urbana e considerando que hoje já existem trocentas no mercado – e muitas sendo o “mais do mesmo” - isso me pareceu bem considerável. E ainda pra completar, aumentaram a minha curiosidade quando a comparam com a série Fever da Karen Marie Moning. 

Daí, depois disso, não demorou muito e essa semana mesmo eu embarquei nesse mundo. Acabei o 1º livro e já estou no comecinho do 3º. E é simplesmente viciante. Estou completamente submersa nesse mundo de fantasia. Como é bom encontrar uma série de fantasia urbana que tenha todos os elementos e que saiba te envolver a ponto de você não conseguir mais se desligar da história. O primeiro livro ainda foi possível coloca-lo de lado por um tempo, mas o 2º!? Impossível! E eu me entreguei completamente a ele. 

Que escritora maravilhosa! Amelia Hutchins criou uma história completamente envolvente e viciante. E os personagens!? Putz grila! Desculpa a palavra, mas não tem outro jeito de descrevê-los... eles são fodas! Em um livro – principalmente de fantasia urbana – eu não costumo admirar a personagem principal frequentemente. Normalmente sempre tem alguma coisa que me incomoda... Provavelmente posso contar nos dedos de uma mão, as personagens femininas que me conquistaram de verdade. Mas posso afirmar que a Synthia faz parte dessa lista com toda a certeza. Ela é uma sobrevivente, mas também uma guerreira. Os seus medos ao invés de deixa-la vulnerável, a tornam mais forte, quase destemida. Extremamente sarcástica e com umas tiradas ótimas. A Syn não é só uma personagem fodona, que luta e enfrenta qualquer um de igual pra igual, ela também tem as suas vulnerabilidades, mas tenta escondê-las o máximo possível pra que isso não a torne uma pessoa fraca diante dos outros, afinal de contas ela é uma "guerreira" respeitada, não só por ser boa no que faz, mas porque te auto confiança e não demonstra fragilidade. Ela protege quem ela ama e é do tipo que pensa primeiro nos outros e só depois nela, mesmo que sejam pessoas que ela nem conheça. E uma das coisas que mais curti nela, é que ela não abaixa a cabeça pra ninguém e enfrenta quem quer for. 

Agora, o Ryder é possivelmente um dos personagens mais irritantes que eu já li. Extremamente frustrante e teimoso. Mas terrivelmente sexy. Ele é aquele personagem  que te enfurece num minuto e te amolece no outro. Acho que ele é daqueles que vai te conquistando aos poucos, exatamente como ele faz com a Syn. Ele irradia dominação porque ele é também extremamente poderoso e não tem ninguém que possa enfrenta-lo. Quando ele decide que quer uma coisa, nada o detém.  E nesse caso ele quer a Syn pra ele. Só que ela não pertencer a ninguém, a não ser ela mesma. Existe uma guerra de egos aqui. Mesmo ele sendo o destemido e imbatível Príncipe das trevas e ela apenas uma bruxa – apesar de ser possivelmente a bruxa mais poderosa que existe. Mas nenhum dos dois cede muito. O Ryder acredito no amor, mas para os Faes, o amor não acontece facilmente e ele não acredita que possa vir a amar alguém um dia. Ele não precisa de amor, é poderoso o suficiente pra tomar o que quiser ter. E é essa mais ou menos a filosofia dos homens fae.

No fim, essa história envolve um mundo aonde os seres sobrenaturais já não são mais um segredo para a humanidade. Mas isso é uma coisa nova para a sociedade humana, e eles ainda estão tentando se habituar a esses novos seres. Aqui a gente tem vampiros, metamorfos, faes, bruxos (embora eles tenham poderes, são considerados humanos) e sabe se –lá mais o que...

Syn é uma poderosa bruxa de 21 anos e que é contratada pelo o Ryder (Príncipe herdeiro dos Dark Fae)  para ajuda-lo a proteger a sua futura noiva (Princesa herdeira dos Light Fae). Uma série de assassinatos estão acontecendo. Ocorre que uma foto da princesa com um gigante X encontra-se em todas as cenas dos crimes.
Porém, a Syn não quer aceitar o trabalho de jeito nenhum, por causa do seu passado, ela teme e despreza os faes terrivelmente e nunca quis ter nenhum tipo de envolvimento com eles. Mas ao ter de proteger o seu coven, ela se vê sem saída e acaba aceitando o contrato com o Príncipe. O problema é que não se trata-se apenas de um simples contrato... O contrato exige que ela se torne "propriedade" do Ryder, o que na cabeça dela é inaceitável e nesse mundo que ela começa a fazer parte acaba por trazer a tona os seus piores medos.  E se tudo isso não bastasse, ela ainda corre risco de vida. 

Vários momentos eróticos, vários momentos angustiantes, vários chocantes e outras várias revelações ao longo do caminho - são tantas e tão grandes que vão dar um giro de 360º na sua cabeça. 

Essa foi uma ótima introdução pra série. Tenho certeza que os próximos livros serão ainda melhores. Muita coisa promete. E o romance é uma loucura e tá ficando cada vez melhor!

Essa série não chegou ao Brasil e honestamente nem sei se chegará. Procurei informações, mas não encontrei nada. Espero que de alguma forma chegue, porque essa série é realmente muito boa e para os amantes de fantasia urbana, vale muito a pena conhecer.

2 comentários:

  1. Olá, gostaria de saber se o livro que tu comprou era em português, pois eu procurei na Amazon e só tem em inglês. :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, só tem em inglês, por enquanto. =/
      Nem sei se existe tradução dele, nunca vi.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.