Review: Unbreak My Heart - Nicole Jacquelyn

Editora: Forever
Língua: Inglês
Páginas: 368
Gênero: Romance, Conteporâneo, Adulto.
Lançamento: junho de 2016
"O que você faz quando a sua alma gêmea se casa com a sua melhor amiga?" Se você fosse Kate Evans, você manteria a sua amizade com Rachel, se manteria próxima aos filhos e enterraria os seus sentimentos pelo o marido dela. O fato de Shane ser das forças armadas e ficar afastado por longos períodos de tempo ajuda, mas quando acontece uma tragédia, tudo muda. Depois de Rachel - grávida de quarto filho -, morrer em um acidente de carro e o bebê milagrosamente sobreviver, Kate coloca toda a sua vida em espera para compartilhar os deveres parentais com Shane. E então, no primeiro aniversário da morte de Rachel, Kate e Shane se reconfortam um no outro em uma noite da qual ambos logo se arrependem. Shane tem estado irritado por um ano, e agora ele se sente culpado também - por dormir com a melhor amiga de sua esposa e ter gostado, assim como dela também. A habilidade de Kate conseguir lê-lo como um livro pode ter feito Shane correr uma vez, mas agora as suas vidas estarão para sempre entrelaçadas e eles estão se aproximando cada vez mais. Agora, com Shane ausente por sete meses, Kate fica sozinha com as crianças e lutando com as dificuldade de ser uma espécie de mãe solteira. Shane é amoroso mesmo a milhares de milhas de distância, mas o seu regresso traz uma traição da qual Kate nunca preveu. Assim, a única escolha de Kate é lutar pelo o futuro que ela merece - com ou sem Shane."
Gente, eu fiquei completamente encantada por esse livro. Ele foi tudo o que esperava e mais um pouco. Fazia taaaaaanto tempo que eu ansiava por um romance envolvendo "amores não correspondidos" e Unbreak My Heart abordou essa questão da forma mais crua e real possível. Esse livro tem absolutamente tudo o que eu procuro em um grande romance, sinto como se ele tivesse sido escrito exatamente pra mim. 
"Eu amei-o a distância por grande parte da minha vida adulta e enquanto eu não via  isso mudando tão cedo, eu também não esperava que ele algum dia fosse retornar esses sentimentos."
Ele é dolorosamente comovente e de partir o coração milhões de vezes e em trilhões de pedaços. Por três horas, a autora me amarrou a história de tal forma, que eu simplesmente me vi incapaz de fazer qualquer outra coisa senão chegar ao fim. Sinceramente, fazia muito tempo que um livro não me prendia de forma tão visceral e mesmo depois do seu fim, eu ainda me vi completamente presa nesse romance. O engraçado é que quanto mais eu me via envolvida ao livro com mais receio eu ia ficando de chegar em um ponto em que a  história me decepcionasse ou que não correspondesse as minhas expectativas. 
"Eu tenho te dado tudo... Eu tomei conta de tudo para que você não precisasse se preocupar. Mesmo quando você se estava longe, mesmo quando você agia como se nunca tivesse me conhecido..."
Em Unbreak My Heart, a Kate e o Shane se conheceram a mais de dez anos atrás. Ele foi adotado aos dezessete anos pelo os tios dela e desde então eles se tornaram melhores amigos. Mas conforme o tempo foi passando ela foi desenvolvendo uma paixonite pelo o Shane, e ele por sua vez, sem saber como lidar com uma menina pela a qual ele não tinha qualquer atração, resolveu se afastar, criando assim, uma imensa barreira entre os dois. Um belo dia, durante as férias da faculdade, a Kate levou para casa a sua melhor amiga, Rachel. O Shane se viu fascinado pela a garota e partiu pra cima afim de conquista-la e com isso partindo ainda mais o coração da Kate. Pouco tempo depois, o Shane e a Rachel se casaram e logo tiveram um bando de filhos.

Contudo, cada vez que o Shane era enviado para a guerra, ele deixava a Rachel e os seus filhos em casa, e no fim, quem acabava apoiando e ajudando a Rachel era justamente a Kate. No entanto, um dia a Rachel sofre um acidente e acaba morrendo. Como a Kate conhece e ama as crianças como se fossem suas, ela entra em cena para ajudar o Shane a cria-las. Isso, porque, apesar da sua melhor amiga ter se casado com o cara pelo o qual ela sempre amou em segredo, a Kate nunca teve qualquer ressentimento ou mágoa da Rachel. Logo a amizade delas nunca sofreu qualquer tipo de baque. 
"Nós tínhamos as crianças em comum. É isso. Eu não ia fingir que eu achava que ela era interessante ou sexy ou divertida."
Tudo seria tranquilo se a presença dela e a forma como ela o olha não o incomodassem tanto. O Shane simplesmente não gosta dela e a acha incrivelmente sem graça. Por anos ele foi capaz de driblar a presença dela na vida da Rachel e das crianças, porque sempre que ele pisava em solo americano, a Rachel esquecia da Kate até o dia de ele ir embora novamente. E mesmo agora com ela o ajudando diariamente, ele não a quer presente em sua vida e ele dolorosamente verbaliza isso para a Kate milhões de vezes e se não fosse pelo os filhos, ele com certeza não iria tolerar a presença dela todos os dias. Por sua vez, a Kate se mantém presente, porque as crianças precisam dela e vice e versa. E o Shane sabe que acaba se tornando um babaca, mas ele tem a tendência de falar antes de pensar e as consequências que se danem. Mas pelo o bem dos filhos ele se dispõe a continuar tentando.

Um ano depois da morte da Rachel, eles de certa forma conseguiram dar uma estabilidade e uma rotina para as crianças, apesar de ele ainda continuar sendo um babaca com ela. E nesse ponto da história surge uma reviravolta que simplesmente nos deixa de queixo caído. Eu sinceramente nem se quer previ que isso fosse acontecer. Inicialmente, eu fiquei tão chocada que não sabia o que sentir, mas depois eu simplesmente amei.
"Eu não sabia como ficar com alguém como  Kate. Ela exigia mais de mim do que qualquer outra pessoa antes, e isso era aterrorizante. "
Shane não é um herói fácil de se amar, pelo o contrário, pela a maior parte do livro a gente sente uma mistura de raiva e até mesmo pena. Por si só, isso já é um desafio para o leitor, mas apesar das suas palavras cruéis, ele não é uma pessoa ruim. As consequências da vida o fizeram uma pessoa mais dura e quando isso reflete no seu relacionamento com a Kate, a gente sente o impacto em grande escala.
"Eu não preciso que você me salve. Nunca malditamente precisei que você me salvasse."
A Kate por outro lado, é uma personagem com uma alma leve mas ao mesmo tempo com muita densidade e quando ela ama, ela ama com cada fibra do seu ser.  Tem gente que pode achar que ela perdoa muito fácil ou é muito boba de aguentar esse tipo de tratamento e a cada vez que ele precisa e a chama, ela ir correndo. Mas eu acho que ela é apenas aquele tipo de pessoa que não se ressente e é tão boa e altruísta que acaba passando por cima dos próprios sentimentos em prol das pessoas que ela ama. 

"Eu a tinha colocado de lado por tanto tempo que não havia uma base para construir. Apenas uma confusão de pedaços quebrados que eu tinha esmagado com uma martelo cada vez que ela havia chegado mais perto do que eu me sentia confortável."
Unbreak My Heart é aquele tipo de romance que desafia o leitor e eu acredito que principalmente a autora. Porque primeiro, ela criou uma história em que tínhamos que acreditar que a mocinha não se tornasse apenas um prêmio de consolação e fosse realmente a protagonista da própria vida. E segundo, ao criar um herói que é simplesmente um babaca na maior parte do tempo e ainda assim manter o leitor investido. Honestamente, havia momentos em que o Shane falava algumas coisas para a Kate que eu imaginei que seria um caminho sem volta. E vou dizer que para mim, ele chegou quase que muito perto de não mais conseguir se redimir. Eu torci tanto pra ele se redimir, que quando foi acontecendo, me senti extremamente realizada. 
"As vezes acho que eu sempre imaginei que um dia eu encontraria o meu caminho de volta pra você."
Eu realmente gosto desses tipos de personagens, quanto mais imperfeitos, melhor. Sinceramente, depois de tantos livros lidos, chego a conclusão que muitos autores tentam cria-los, mas poucos realmente conseguem com maestria. Digo no sentido de fazer o leitor ir de um extremo profundo ao outro. E depois de ler Unbreak My Heart, cheguei a conclusão de que essa autora tão pouco conhecida, foi capaz de entrar pra essa categoria. Ela tem os meus parabéns.

Com certeza esse livro foi 5 estrelas do começo ao fim. Que leitura dolorosamente deliciosa. Foi difícil me desconectar desse romance de tão bom que eu achei. Infelizmente, Unbreak My Heart não tem editora no Brasil, eu o li em inglês mesmo e ele está à venda na Amazon (o link está logo ali em cima).

4 comentários:

  1. Eu também amei esse livro, fiquei vários dias com ele na cabeça, com a tal DPL (Depressão Pós Livro). Logo vai deve sair o v.2 dessa série, mas não acredito que vá ser tão bom quanto esse. Obrigada por suas dicas de livros, são ótimas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina, obrigada a vc pela a visita. Espero que as dicas ajudem.

      Ixe! Eu tb fiquei na DPL. HAHAHA
      OH, se vc já não tiver lido o The unwanted wife da Natasha Anders ou o Kiss an Angel da Kiss an Angel - Susan Elizabeth Phillips leia! São ótimos e nessa mesma vibe ai tb. Tenho a resenha de ambos aqui no blog, se quiser saber mais como eles são.

      Ahhh e o 2º volume, Change of Heart já saiu tb. Foi lá pra setembro ou outubro. Esse eu já comprei tb, mas ainda não li e realmente, parece que ele não é tão bom quanto, mas dizem chega perto. ;)

      Excluir
  2. Hi... Adorei seu blog e adorei tbm a resenha do livro, sabe se tem alguem traduzindo ele, fiquei simplesmente encantada, mas ainda não consigo ler totalmente em ingles HAHAHA. E brigada pela linda doação do tempo de vcs em nos passar dicas de livros. PARABÉNS.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que fofa! Obrigada! ;)
      Vixi, não sei te dizer, eu acho que não tem, nunca vi. Mas eu tb não ando muito pelos sites de traduções pra te falar com propriedade. De repente, pode ser que valha a pena dar uma procurada. Mas tenta ler em inglês se não achar. Quando eu comecei, eu também não conseguia. A cada página eu ia pelo menos umas 5 vezes no google tradutor e umas 10 no dicionário. rsrs Até que com o tempo vc vai precisando ir cada vez menos, até o dia que vc nem vai mais. Só tem que ter paciência, mas vale a pena! Inclusive, esse livro vale a pena.

      Obrigada pela a visita! bjos!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.