Review: Split Second | Fração de Segundos (Pivot Point #2) - Kasie West

Duologia: Pivot Point
Volume: 2
Editora: Harper Teen
Páginas: 360
Gênero:  Young Adult Romance e Sci-Fi, Paranormal.
Lançamento: Fevereiro de 2014
Língua: Inglês
Addie sempre foi capaz de ver o futuro quando confrontada com uma escolha, mas isso não faz o presente dela ser nem um pouco mais fácil. O namorado dela a usou. Sua melhor amiga a traiu. Então, quando o pai de Addie a convida para passar as suas férias de inverno com ele no mundo dos Normais, ela aproveita a chance. Lá ela conhece o lindo e dolorosamente familiar, Trevor. Ele é um estranho para ela, então por que que o seu coração reage de forma engraçada cada vez que ela o encontra? Mas depois de testemunhar segredos que deveriam ter ficado escondidos, Trevor rapidamente começa a ficar mais suspeito do que interessado em Addie. E ela quer mudar isso. Laila, sua melhor amiga, tem o seu próprio segredo: ela poderá restaurar as memórias de Addie... uma vez que ela consiga aprender. Mas há pessoas poderosas que não querem que isso aconteça. Desesperada, Laila tenta manipular Connor, um bad boy bem mal humorado da escola, - mas ele parece ser o único menino do Complexo Paranormal imune aos seus charmes. Mas a única pessoa que pode ajudá-la.
Split Second é o segundo livro da duologia Pivot Point da Kasie West e, embora o primeiro livro ‘Encruzilhada’ já tenha sido lançado no Brasil pela a editora Seguinte, esse segundo só será publicado em 2016 por aqui. Mas como eu não me aguento de curiosidade, li em inglês mesmo. Rss

E olha, esse livro não decepciona, viu!? Se ele não tiver sido melhor do que Encruzilhada (Pivot Point), com certeza ficou pelo menos no mesmo patamar. O que me deixou surpresa, porque normalmente essas sequencias nem sempre são boas. Ou a autora enche linguiça com coisas sem sentido ou a história é levada para um outro caminho, perdendo totalmente o foco. Mas com Split Second eu não senti essa divisão. Realmente parece que é tudo o mesmo livro, apenas divido em dois.

A escrita da Kasie é absolutamente incrível e empolgante, deixa o leitor completamente imerso na história. Inclusive porque em Split Second o leitor é o único que sabe o que aconteceu na outra vida da Addie - a que ela não escolheu e apagou da memória. Então o leitor fica desesperado para que ela lembre. 

Outra coisa diferente, é que dessa vez ao invés de termos os dois futuros da Addie intercalados entre os capítulos, nós temos a narrativa de duas heroínas. Isso mesmo, Split Second é contado por dois pontos de vista diferentes, o da Addie e o da Laila. E bem, Inicialmente, eu fiquei um pouco receosa quanto ao pov da Laila porque não sabia se iria gostar dela depois do fim do livro anterior, mas já nos primeiros capítulos percebi que essa era uma preocupação desnecessária. Muito embora, eu não seja lá muito fã de múltiplos pontos de vista. Geralmente eu gosto de ficar só dentro de uma cabeça. Mas estranhamente dessa vez eu não me importei. Mas vamos combinar que isso foi um passo arriscado da autora, mas um que graças ao seu próprio talento, deu muito certo.

Pra ser bem sincera, achei a Laila muito mais interessante e carismática do que a Addie. Inclusive, acho que gostei mais dela e talvez tenha sido por isso que eu não me importei tanto com a troca de pontos de vista. A Laila é determinada, corajosa, confiante, auto-suficiente, inteligente, sarcástica e extremamente ousada. Além do fato de que pra deixar o livro mais completo, ela também ganhou o seu próprio romance. E o dela não é aquela coisinha melosa e fofa, pelo contrário, é bem conflituoso, meio "tapas e beijos".
"Ele é um arrogante, incontrolável e frustrante idiota. Ele nunca me ouve. É um saco. Além disso, ele acha que é super inteligente. E ele meio que é, o que me incomoda ainda mais." - Laila
“Você precisa de mim, e eu nunca precisei ninguém tanto quanto eu preciso de você.” - Connor
Quanto a Addie, depois dos eventos do livro anterior, ela resolve ir passar um tempo com o seu pai no mundo dos “Normais” e lá ela acaba reencontrando a galera da outra vida que ela não escolheu e a amizade entre todos eles surge novamente, apenas em circunstâncias diferentes, inclusive o romance entre ela o Trevor. Mas é interessante que ele se desenvolve de forma bem diferente da outra, o que é ótimo porque não fica uma coisa chata e repetitiva.
“Eu acho que eu te amo” - Addie“Eu acho que eu poderia me acostumar com isso.” - Trevor
Esse livro também tem um foco bem grande na amizade entre a Addie e a Laila. E agora que a gente conhece a mente da Laila, dá pra perceber o quanto a amizade delas é recíproca, verdadeira e bonita. A autora se preocupou bastante em destacar o quanto uma é importante para a outra e o quanto elas estão dispostas a se sacrificarem uma pela a outra. Ah sim, e não se preocupem, porque todos os personagens do livro anterior também aparecem em Split Second. Alguns tem destaques menores como o Duke e o Rowan por exemplo, e outros tem destaques maiores e até perspectivas diferente como a Stephanie. A gente também tem a oportunidade de conhecer melhor a família da Laila e o irmão fofo dela. 

Bom, além dessas coisas já mencionadas, o livro também foca bastante no sistema dos paranormais e principalmente no controle que eles exercem sobre as pessoas. O que acaba fazendo todos os paranormais se questionarem a validade do sistema.

Enfim, ótima conclusão pra essa duologia. Foi um dos meus YA favoritos do ano. Adorei a escrita da Kassie West e com certeza daqui pra frente vou ficar de olho no seus próximos livros.

Um comentário:

  1. Estou bem ansiosa por esse livro,adorei o primeiro livro e tenho que não vou me decepcionar na continuação.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.