Review: The Opportunist | A Oportunista - Tarryn Fisher

Trilogia: Love me with lies #1
Editora: Independente
Páginas: 278
Gênero: Adulto, Romance, Contemporâneo.
Lançamento: Novembro de 2011.
Língua: Inglês
E-book -> Amazon

Editado: A resenha desse livro foi feita baseada da edição americana, porém esse livro já encontra-se publicado no Brasil.
Olivia Kaspen, acaba de descobrir que o seu ex namorado, Caleb Drake, perdeu a memória. Com uma péssima reputação por tomar vantagens das situações, Olivia precisa decidir o quão longe ela está disposta a ir para te-lo de volta. Lutando para manter a sua verdadeira identidade e o sórdido passado deles em segredo, o maior obstáculo de Olivia, torna-se a diabólica nova namorada de Caleb, Leah Smith. Essa situação torna-se uma disputa entre duas víboras evolvendo-se em uma viciante guerra para ver quem vai possuir esse homem que já não mais lembra-se de nenhuma delas. Mas logo, Olivia precisará enfrentar as consequências de suas mentiras e no processo descobrir que as vezes o amor está aquém da redenção.
Bom, eu li 'The Opportunist' - que em uma tradução livre significaria 'A Oportunista' - já a algum tempo, mais ou menos há uns três anos atrás. Na verdade, foi a estréia da Tarryn Fisher no mundo literário e esse livro faz parte de uma trilogia chamada 'Love me with lies'. Infelizmente, essa série ainda não foi traduzida por nenhuma editora brasileira, muito embora ela tenha sido comprada pela a 'Faro Editorial', então vamos aguardar e ver se ela algum dia ela aparece.

EDITADO: Finalmente foi anunciado que o livro será lançado em maio de 2016 pela a editora Faro Editorial. E as suas sequências A Perversa e O Impostor em julho e novembro respectivamente.

Na época escrevi uma outra resenha e que agora estou adaptando para o blog com algumas alterações, e na realidade estou fazendo isso porque esse aqui é um livro fantástico e eu precisava dividir isso com vocês. Sabe quando você lê um livro que você gosta tanto que você precisa gritar para que o mundo inteiro conheça?! Rsss Pois é, e sem falar que quase ninguém conhece essa autora maravilhosa que já escreveu tanto essa trilogia quanto os outros livros como o Marrow e o Mud Vein.

'A Oportunista' foi um daqueles livros que me marcou definitivamente. É uma montanha russa de emoções tão cheias de altos e baixos que quando eu acabei o livro eu não conseguia nem dormir. É muito louco porque ele evoca todos os tipos de emoções em você, inclusive as negativas, aliás especialmente as negativas. Na maior parte do tempo eu me sentia chateada, mas principalmente com raiva. Ele me devorou emocionalmente e só queria gritar e chorar de frustração. Nossa o livro pareceu tão real pra mim. É de partir o coração em trilhões de pedacinhos, é devastador e ainda assim extremamente viciante.  Ele é como um acidente de trem, você vê acontecendo, sabe que vai ser trágico, mas não consegue desviar os olhos. 

Essa aqui é uma história de amor sobre um cara e uma garota. Uma garota que no fim acaba sabotando o seu próprio relacionamento com tantos erros e mentiras que no fim torna-se impossível continuarem juntos. Esse livro vai e volta entre o passado e presente. No passado ela conta pelo o seu ponto de vista como ela conseguiu estragar tudo e no presente a gente vê o universo lhe desafiando com uma escolha ou talvez uma nova oportunidade.
"You can only give your heart away once; after that, everything else will chase your first love."
O engraçado é que esses personagens tem tantas falhas e defeitos que acaba se tornando até meio difícil do leitor se identificar com eles. Mas no fim, a Tarryn sendo incrível como ela é e uma mestra na manipulação das emoções do leitor, acaba dando um jeito e você percebe que você jamais faria as coisas que os personagens fizeram, mas quando você se coloca no mesmo lugar  - especialmente se você for mulher - você consegue entender as suas razões e diante disso torna-se difícil julgar.

Uma coisa que eu especialmente amei nessa história é que nela não existe mocinha e vilão. Ninguém aqui é 100% bom ou 100% ruim. Aqui nós temos seres humanos reais que ocasionalmente mesmo sabendo que algo está errado, vão lá e fazem mesmo assim. Pessoas que aprendem com os próprios erros e que procuram melhorar e evoluir ou que continuam a persistir nos próprios erros. A Olivia é aquela personagem que não mede muito as consequências dos seus atos antes de fazê-los e muitas vezes ela se estrepa com eles. E é tão fácil de se identificar com isso, pois quem nunca fez esse tipo de coisa!? Ou que mesmo sabendo que algo estava errado, ainda assim teve vontade de fazer!? Esse livro é moralmente desafiante. 
"Vá ficar com o seu marido... antes que ele perceba que ele ainda está apaixonado por mim."
Enfim, a história desse livro é sobre a Olivia, no passado ela é uma personagem  de vinte e poucos anos que está na faculdade fazendo direito. Ela mora sozinha e trabalha como assistente e deseja um dia poder se tornar uma grande advogada. Um dia ela conhece o Caleb e se apaixona completamente por ele - e aqui eu estou falando daquele tipo de amor que te consome por inteiro, do tipo que acontece uma vez na vida (se acontecer) - e com isso ela faz de tudo (e quando digo tudo é tudo mesmo) para conquista-lo e eles acabam ficando juntos por mais de um ano. Bom, no presente a gente logo de cara percebe que eles não estão mais juntos e que a três anos eles terminaram. Mas nós ficamos no escuro quanto aos motivos, apenas sabendo que eles terminaram por culpa dela e que foi por uma razão da qual ela imagina que ele a odeie até hoje.
“Você irá se lembrar de mim todos os dias pelo o resto da sua vida, porque eu era o cara certo pra você e você me jogou fora."
No presente um dia ela o reencontra e descobre que ele sofreu um acidente e perdeu temporariamente a memória de tudo o que aconteceu em sua vida. E ela vê nisso - apesar de saber que está se aproveitando da situação - uma nova oportunidade de corrigir os erros do passado reconquistar o amor da sua vida. Mas como nada nunca é simples, ela faz tudo isso mesmo sabendo que ele tem uma namorada - que está disposta a fazer de tudo para não perdê-lo - e principalmente correndo o risco de ele recuperar a memória a qualquer momento e odiá-la ainda mais por tentar enganá-lo.
"Depois de três longos anos eu tenho o que eu quero, mas não é real. Ele não sabe quem eu sou e se ele soubesse, ele não estaria sentado na minha sala de estar... Ele não se lembra de mim. Como você poderia esquecer alguém que você amou, mesmo eu tendo partido o seu coração em pedaços?" 
Não tenho como falar muito mais sobre isso porque o livro é todo intrincado. Mas ele vai tendo vários desdobramentos inusitados, tanto no passado quanto no presente. Surgem vários questionamentos como o porque de ele a odiá-la tanto, porque eles terminaram, porque ela tem tanto medo e por ai vai... Como eu disse, é uma montanha russa. Por uma grande parte do livro a gente fica inclusive sem saber se gostamos ou não da Olivia. Como ela é ao mesmo tempo a mocinha e a vilã da sua própria história, a gente também entra em conflito. No meu caso, em algum ponto, embora não concordando com ela em muitas coisas, dei as mãos e segui nessa jornada louca com ela e no fim, já não sabia quem estava mais emocionalmente exausta, se ela ou eu. rsss 

Mas eu amei essa personagem! A Olivia foi uma daquelas personagens desafiante mas que acima de tudo foi bacana de acompanhar a evolução. Quando o livro acaba e a gente percebe o quanto ela cresceu, dá uma certa satisfação de saber que mesmo depois de tudo, ela conseguiu se superar. 
"Ele era a minha droga. Nunca conseguia ter o suficiente e quando o tinha, já estava pensando quando poderia tê-lo novamente."
Esse livro aqui não é nem 5 estrelas. Ele fica em outra categoria, algo que vai bem além de 5. Ele é tão bom, que eu desafio alguém a não gostar desse livro. rss Eu simplesmente acho isso impossível.
"Por favor, não se esqueça de mim, porque a possibilidade disso acontecer dói mais do que qualquer outra coisa."
Enfim, a trilogia continua e o próximo livro se chama 'Dirty Red' que é sobre o ponto de vista da Leah. Lembram quando eu disse que o Caleb no presente tinha uma namorada? Pois é a própria e isso porque ela tem uma parte extremamente significativa na história. O terceiro livro é o ponto de vista do próprio Caleb. E embora cada um deles seja pelo o ponto de vista de um personagem, um é a continuação do outro. Ou seja, o fim desse livro não é o fim da história.




7 comentários:

  1. Eu amei a sua resenha. ♡
    Li o livro também há uns 2 ou 3 anos. Não li nada de resenha antes de iniciar a leitura. Mas fiquei muito brava comigo mesmo por não ter feito. Com certeza ter lido uma resenha teria me preparado pra isso. Pra tamanha intensidade.
    Esse livro me marcou demais. Uma escrita incrível, uma história marcante, o nível dele é altíssimo. Devorei a leitura, desesperada pra saber o resultado de sentimentos tão conflituosos, e ao mesmo tempo não querendo que tivesse fim, porque, como eu sobreviveria sem continuar lendo algo tão maravilhoso como isso.
    A sensação que tive, como vc mesma citou, é de não saber que está mais "emocionalmente exauta" a Olivia ou eu. Fiquei pensando sem parar, uma angústia sem fim por dias (semanas até ) depois que terminei. Me marcou demais, me sinto extremamente satisfeita por ter lido algo como "The Opportunist".! A Tarryn é uma escritora incrível. Leitura recomendadississississima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh obrigada Léia! ;)
      Na época eu até li algumas resenhas que me alertaram para o redemoinho que seria esse livro, mas ainda assim ele me surpreendeu demais.
      Você já leu os outros livros dela?
      Bjoooos! Obrigada pela a visita!

      Excluir
    2. Li apenas a continuação da sérié: Love With lies. (Fã demais da séria - Apaixonada pela Olivia, mas também pelo Caleb e a Leal. São personagens tão humanos, tão incríveis) E o Never Never em parceria dela com a Collen. Que vamos combinar; é sem palavras também.
      Mas já me programando pra ler Mud Rain. Certeza de que vou amar.

      Excluir
  2. Carla,
    eu amo Love with lies. Concordo com tudo o que escreveu. É único.
    Sou super fã da Tarryn Fisher. Tudo o que ela escreve é ótimo.Da mesma forma que voCê fiquei envolvida com os personagens. Amo todos. Olivia, Caleb e Leah. Já reli a série algumas vezes e o sentimento é sempre o mesmo.
    Já leu Mud Vein? Não é um livro para todos, alguns se incomodaram. Mas é literalmente foda. Merece ser muito lido.
    Beijos, Fernanda D
    NovoRomance.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eiii Fernanda!
      Putz sou fanzona dela também. Já estou no nível de tudo o que ela escreve eu já comprar antes mesmo de saber a sinopse. É 90% garantido que eu vá gostar... A mulher tem a pegada pra escrever história interessante, únicas e envolventes.
      Eu li Mud Vein sim e AMEI! Foi outro livro dela que me deixou bestificada. Ainda não li Marrow, mas já comprei. Tô esperando entrar na vibe certa pra ele, mas tô curiosíssima por tudo o que já li. Vocês já leram né?! Acho que lembro da resenha de vocês.
      Never never com a Colleen também é massa.
      Tarryn é mesmo foda! Adoro!
      =***

      Excluir
  3. Não conheço a autora mas fiquei louca para ler essa série, tomara que venha para o Brasil logo, parece ser aquele livro maravilhoso, onde os personagens não são perfeitinhos, erram e aprendem com isso, como pessoas na vida real,
    Adorei a resenha,
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir
  4. Nossa!! Fiquei super contente em saber que o livro vai ser publicado no Brasil!! Só li os dois primeiros e agora mal posso esperar para reler os dois e o terceiro também, que ainda não li, em português.
    Obrigada pela informação! rs.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.