Lançamentos da 3ª Semana de Agosto no Exterior

agosto 17, 2015
PS: Todos esses livros estão disponíveis na Amazon.
Sinopses traduzidas por mim:

Anna Mitchel tem escrito cartas para o seu 'amigo de cartas' francês, Alexandre Tourville, por 15 anos, mas não o tem visto desde uma viagem de intercâmbio quando estavam na escola. Quando Alex, agora um fotógrafo bem sucedido, tem a oportunidade de trabalhar em Londres, Anna o oferece um lugar para ficar, mas fica surpreendida ao notar que o menino pequeno e nerd que ela se lembrava é agora alto, de ombros largos e lindo, e acaba de romper com sua namorada de longo tempo. As amigas de Anna ficam logo encantadas com o charme gaulês de Alex, e o namorado de Anna, Nick fica cada vez mais ciumento com essa amizade. Quando Alex precisa voltar para Paris para supervisionar uma de suas exposições, ele convida Anna para acompanhá-lo para que ele possa mostrar-lhe a cidade que ele adora...

Jessica Verdi, a autora de 'My Life After Now' e 'The Summer I Was not Me', retorna com um romance comovente e pungente sobre dor e culpa que se parece com Nicholas Sparks para jovens. 
É tudo culpa de Ryden. Se ele não tivesse engravidado Meg, ela nunca teria parado com os seus tratamentos de quimioterapia e ainda estaria viva. No entanto, ele está falhando no quesito paternidade dia após dia (ou melhor, fralda após fralda). E não é nem como ele tivesse tido tempo para lamentar a morte pois, precisava lutar para cuidar de sua filha recém-nascida, começar o seu último ano na escola, e garantir com o futebol uma bolsa de estudos da qual ele precisa para ir para a faculdade. A única pessoa que faz Ryden sentir-se como o seu antigo eu é Joni. Ela é divertida e animada - e não sabe que ele tem um bebê. Mas quanto mais tempo eles passam juntos, mais difícil se torna para ele manter os seus dois mundos separados. Encontrar um dos diários de Meg só faz despertar antigas emoções. Ryden está convencido de que Meg deixou outros diários para ele encontrar, alguma mensagem para ajudar fazer a sua nova vida fazer sentido. Mas como é que ele vai ter um futuro se ele não consegue deixar o passado pra trás?

Um surpreendente e totalmente romântico livro, do mesmo mundo de 'My Life Next Door' - ótimo para fãs de Sarah Dessen e Jenny Han. 
Tim Mason era o menino mais provável de encontrar o armário de bebidas com os olhos vendados, precisar de um transplante de fígado e dirigir o seu carro através de uma casa. Alice Garrett era a garota mais provável de... bem, pra começo, não namorar o melhor amigo emocionalmente problemático do seu irmão mais novo. Para Tim, não seria inteligente apaixonar-se por Alice. Para Alice, nada poderia ser mais assustador do que apaixonar-se por Tim. Mas Tim nunca foi conhecido por fazer a escolha mais inteligente, e Alice está começando a se questionar se a escolha "inteligente" é sempre a mais certa. Quando estes dois colidem um com o outro, ele colidem intensamente. E então, as conseqüências inesperadas dos dias mais loucos de Tim voltam para chocá-lo. Ele se vê em uma situação que não é tudo o que parece ser, que ele nunca poderia ter previsto. . . mas que deveria E Alice é pega no meio de tudo isso. 
Contado sobre os desarmantes, distintos e completamente convincentes ponto de vista de Tim e Alice, este romance é para os leitores de 'O Maravihoso Agora', 'Nick e Norah Infinite Playlist', e 'Cidades de Papel'.

Da autora best-seller do USA TODAY com os livros 'Sweet Thing' e 'Nowhere But Here' chega uma história de amor sobre uma "falha de conexão" de um post em um website de propagandas que dá a duas pessoas uma segunda chance no amor 15 anos depois de eles terem se separado Nova York. 
Para a Lovebird de olhos verdes, 
Nós nos conhecemos há quinze anos atrás, quase no mesmo dia em que eu mudei as minhas coisas para um dos quartos do dormitório da Universidade de Nova York (NYC) que ficava ao lado da casa dos veteranos. Você nos chamaria de amigos a primeira vista. Gosto de pensar que eramos mais. Vivíamos com nada além da excitação de nos conectarmos através da música (você era obcecada por Jeff Buckley), fotografia (não conseguia parar de tirar fotos de você), passar o tempo na Washington Square Park e todas as coisas esquisitas que nós fazíamos para ter dinheiro. Eu aprendi mais sobre mim naquele ano do que em qualquer outro. No entanto, de alguma forma, tudo caiu por terra. Perdemos contato no verão depois da formatura, quando eu fui para a América do Sul para trabalhar para a National Geographic. Quando eu voltei, você já não estava mais. Uma parte de mim ainda se pergunta se eu te pressionei muito depois do casamento... Eu não a vi novamente até um mês atrás. Era uma quarta-feira. Você estava balançando os pés para frente e para trás, equilibrando-se naquela grossa e amarela linha do metrô, esperando pelo o trem F. Eu não percebi que era você, até que já era tarde demais, e então você se foi. Mais uma vez. Você disse o meu nome; eu o vi em seus lábios. Eu tentei fazer o trem parar, pelo menos para dizer olá. Depois de vê-lo, todos os sentimentos da juventude e memórias vieram à tona e agora eu tenho passado a maior parte do mês me perguntando como é a sua vida. Eu posso estar totalmente fora de mim, mas você gostaria de se encontrar comigo pra beber alguma coisa e colocar os assuntos da última década e meia em dia?

América Mason, uma ousada estudante da Universidade Estadual do Leste, está apaixonada por um Maddox - Shepley Maddox. 
Mas ao contrário de seus primos, Shepley é mais do tipo bom namorado do que lutador, mas uma viagem de carro para a casa de seus pais em Wichita, Kansas poderia significar o passo seguinte, ou o fim de tudo.

Tecnologia do Blogger.